Em defesa da Vida] Sindicato dos Médicos do Ceará posiciona-se contra o aborto até 3 meses

Sob a presidência da médica neonatologista Mayra Pinheiro, o Sindicato dos Médicos do Ceará entrou com o Amicus Curiae [Amigos da Corte]  no Supremo Tribunal Federal- STF  para anular a decisão da primeira turma do  supremo que decidiu o aborto no Brasil  não ser crime até o terceiro mês de gravidez.

Dra. Mayra Pinheiro preside Sindicato dos Médicos do Ceará
Dra. Mayra Pinheiro preside Sindicato dos Médicos do Ceará

Amicus Curiae trata-se de uma “intervenção assistencial em processos de controle de constitucionalidade por parte de entidades que tenham representatividade adequada para se manifestar nos autos sobre questão de direito pertinente à controvérsia constitucional”, de acordo com o site do STF.

Decisão do STF beneficiou criminosos

A decisão da primeira turma do STF liderada pelo Ministro e militante pró-aborto Luís Roberto Barroso gerou polêmica. Os ministros inocentaram membros de uma das maiores quadrilhas de aborto no país desbarata pela Polícia Federal na Operação Herodes. Dentre os beneficiados com o Habeas Corpus dos ministros do STF está Rosemere, aborteira que deixou morrer a jovem Jandira. O caso ficou nacionalmente conhecido. 

No aborto mal sucedido da jovem Jandira, Rosemere não chamou socorro para a jovem e depois de morta deu um tiro no cadáver para simular um assalto. Depois, com um comparsa esquartejou e incendiou o corpo da mulher. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *