“Conhecemos coisas de Deus que o mundo não conhece, porque Deus nos abriu os olhos da alma”, fala Dom José a membros da RCC em congresso

O Congresso Estadual da Renovação Carismática Católica – RCC teve como último pregador o arcebispo de Fortaleza Dom José Antonio que presidiu a celebração eucarística. Na homilia Dom José  saudou os “filhos desta graça” e entusiasmou a todos com suas palavras de gratidão a Deus e incentivo à propagação desta graça através da evangelização.

Dom José Antonio presidiu missa de encerramento no Congresso da RCC.
Dom José Antonio presidiu missa de encerramento no Congresso da RCC.

“Existe uma forma divina de compreender a vontade de Deus. Jesus precisa conhecido não só com os olhos da carne mas com a visão interior porque Ele não é apenas um grande profeta, mas o próprio Deus”, explica Dom José. “Conhecemos coisas de Deus que o mundo não conhece, porque Deus nos abriu os olhos da alma. Talvez fizemos a experiência de ser católico apenas por tradição, não suficiente para enfrentar as realidades profundas da vida com suas dificuldades. Mas Deus nos deu a conhecer com profundidade seu Filho”.

Servos da RCC que estiveram presentes na origem desta graça no Ceará.
Servos da RCC que estiveram presentes na origem desta graça no Ceará.

O arcebispo fez uma advertência a partir da Liturgia da Palavra do dia: “não podemos nos assoberbar, como diz o Apóstolo Paulo. A fragilidade humana não nos deixa, ela mesma, nos acompanha para dizer-nos  que tudo existente  de bom em  nós é graça de Deus. Não é nosso merecimento. É graça de Deus conhecer Jesus com os olhos espiritual”.

40 anos de sangue e água

“Celebrar 40 anos da existência da RCC significa recordar e agradecer a experiência de Deus na vida de tantas pessoas que através desta graça puderam viver a vida cristã de um modo novo”, disse.

O momento mais tocante do ensinamento do arcebispo se deu quando ele explicou o significado das bodas de rubi. “Eu fiz ano passado bodas de rubi de padre e fui estudar o significado. O rubi é uma pedra que possui muito simbolismo. Ela é cor de sangue, mas olhando bem pra ela tem reflexos de água. Água e sangue. Sangue e água. Lembra o quê? Estes 40 anos da RCC no Ceará  significam que assim  como Jesus  derramou  sangue e  água na cruz assim também nós somos chamados a derramar- nos até a ultima gota por amor a Jesus. Sangue e água que devem sair de nós para saciar o mundo”.

“O sangue e água saíram do coração de Jesus quando Ele foi ferido pela lança do soldado.  Muitas vezes contagiaremos o mundo quando somos feridos pela lança e continuamos a amar. Assim seremos como Jesus que na cruz entrega o Espírito“, conclui o arcebispo.

Ouça a homilia de Dom José Antonio na íntegra

2 thoughts on ““Conhecemos coisas de Deus que o mundo não conhece, porque Deus nos abriu os olhos da alma”, fala Dom José a membros da RCC em congresso

  1. Para você que é católico, leia a entrevista do jornalista Reinaldo Azevedo da Revista Veja, sobre a visita do Papa a Evo Morales.

    Título: Bergoglio, o dito papa Francisco, não me representa! Ou: O sangue de Cristo e de 150 milhões de vítimas do comunismo.

    O cardeal argentino Jorge Bergoglio recebe de Morales o símbolo do comunismo com o Cristo: sujando as mãos com o sangue de 150 milhões de crucificados.

    Leia aqui:
    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/bergoglio-o-dito-papa-francisco-nao-me-representa-ou-o-sangue-de-cristo-e-de-150-milhoes-de-vitimas-do-comunismo/

    Muito interessante!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *